Notícias Fecomercio

30 de janeiro de 2019

Opção para economizar na conta de energia, tarifa branca chega a mais estabelecimentos comerciais


Modalidade está disponível para instalações que utilizem mais de 250 KWh/mês; FecomercioSP recomenda simular consumo antes de aderir

Desde o dia 1º de janeiro deste ano, a tarifa branca, modalidade em que o preço da energia elétrica varia conforme o dia e o horário de consumo, está disponível para instalações que consomem mais de 250 KWh/mês. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), 15,9 milhões de unidades consumidoras estão dentro dessa faixa de consumo.

No ano passado, quando foi implementada, a tarifa branca estava disponível apenas para novas ligações e instalações cujo consumo mensal de energia fosse superior a 500 KWh/mês.

A tarifa branca é uma opção oferecida para unidades consumidoras atendidas em baixa tensão, como residências e estabelecimentos comerciais. A adesão é gratuita.

Ao optar por essa modalidade, o consumidor paga valores diferentes pelo consumo de energia em função da hora e da semana. O período do dia em que há maior demanda por energia na área de concessão é chamado de “horário de ponta”, cuja duração é de três horas e varia conforme a distribuidora da região. Desse modo, o custo da energia aumenta nos períodos de ponta e intermediários (as horas anterior e a posterior à de ponta). Em contrapartida, o consumo é mais barato nos demais horários do dia.

Os períodos de ponta, intermediário e fora de ponta são estabelecidos pela Aneel de acordo com o volume de consumo em cada região. Portanto, são diferentes conforme a distribuidora que atende à unidade consumidora.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) recomenda que a empresa interessada, antes de aderir à tarifa branca, faça uma simulação no site da distribuidora de energia. Do mesmo modo que a modalidade pode ser vantajosa, há a possibilidade de majorar a conta de eletricidade, caso a empresa opere durante o horário de ponta. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias